Venda de ações da Eletrobras começa hoje; trabalhador pode usar FGTS

Mercado já opera na expectativa da abertura de capital da Eletrobras, que começa a vender ações por meio de fundos específicos.

O mercado já opera na expectativa da abertura de capital da Eletrobras, que começa a vender ações nesta sexta-feira (3/5) via fundos. Um dos principais atrativos é que os investidores poderão utilizar até 50% do saldo disponível nas contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por qualquer trabalhador. A expectativa é que aportes do FGTS somem até R$ 6 bilhões à oferta da Eletrobras, cujo montante total deverá chegar a R$ 30 bilhões nessa primeira rodada.

Canal para a compra de ações da Eletrobras, o Fundo Mútuo de Privatização (FMP) é um produto criado nos anos 2000 para que o governo pudesse vender papéis da privatização das estatais Petrobras e da Vale. Por meio deles, a aplicação mínima é de R$ 200, com carência de doze meses até o resgate. 

Calendário (Fonte:Eletrobras/CVM)

– 3 de junho – início do período de reserva e adesão

– 8 de junho – encerramento do período de reserva; fim do prazo de apresentação de potenciais investidores

– 9 de junho – fixação do preço por ação; encerramento da operação de Bookbuilding

– 13 de junho – início de negociações de ações na B3

Agente operador do FGTS, a Caixa oferece dois FMP´s para a compra de ações. O Caixa FMP-FGTS Eletrobras é um fundo mútuo de privatização destinado aos titulares de contas vinculadas do FGTS que desejem aplicar os recursos de suas contas de forma direta.

O modelo, voltado ao perfil de risco arrojado, pode ser consultado aqui e o passo a passo para a aquisição das ações também pode ser conferido no aplicativo da Caixa. Incidirá imposto de renda – alíquota de 15% – sobre os rendimentos auferidos entre a data de aplicação e a data de resgate que excederem à remuneração da conta vinculada do FGTS de cada participante. Nesse caso, o custo administrativo é de 0,20% ao ano. 

Migração

É a terceira vez na história do país em que é possível investir na privatização de uma estatal. A primeira empresa a vender ações com uso de FGTS foi a Petrobras, seguida pela Vale, com resultados animadores. Ao longo de 20 anos desde a privatização, as ações da Petrobras renderam 1.100%, enquanto os papéis da Vale valorizaram 3.900%.

Nesse mesmo período, o dinheiro parado no FGTS não rendeu 190%. O FGTS tem um rendimento fixo de apenas 3% anualmente, acrescido de distribuição de resultados e da Taxa Referencial (TR) – estes, variáveis.

Para esses investidores, por exemplo, existem fundos específicos de migração, a exemplo do Caixa FMP-FGTS Eletrobras Migração, um fundo mútuo de privatização destinado aos titulares de contas vinculadas do FGTS que desejem transferir os recursos provenientes de outros Fundos FMP – FGTS e de Clubes de Investimento – FGTS e que aplica seus recursos na aquisição de ações emitidas pela Eletrobras.

Assim como nos outros fundos, a carência deste é de doze meses e o investimento inicial também é de R$ 200. 

Mercado

O mercado financeiro abriu pelo menos 24 Fundos Mútuos de Privatização (FMP´s) para a compra de ações da Eletrobras com uso de recursos do FGTS, de acordo com levantamento da consultoria Quantum Finance. Todos cobram taxas administrativas entre 0,20% e 0,45% ao ano. 

Entre eles, o BTG Pactual Reference FMP FGTS Eletrobras, Bradesco Eletrobras FMP FGTS, Santander Migração Eletrobras FMP FGTS, Itaú Migração Eletrobras FMP FGTS, Genial Eletrobras FMP FGTS, Alfa II FMP FGTS Eletrobras Migração e Safra Eletrobras FMP FGTS.

Sem aportes do FGTS, o investidor pode buscar um fundo de ações (FIA) com investimento inicial de R$ 0,01.

FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO DE RECEITAS GRÁTIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.